Dr. Daniel Jorge

Técnicas Cirúrgicas



Minimamente invasivas

Cifoplastia


Procedimento de reparo vertebral onde uma vértebra fraturada ou colapsada é expandida ao seu formato habitual com o auxílio de um balão inflado sob pressão controlada por manômetro digital. Em seguida, há introdução de cimento ósseo no seu interior. O objetivo é restaurar o formato da vértebra para redução da dor associada à fratura ou colapso vertebral, corrigir a angulação provocada pela fratura e criar um espaço dentro da vértebra, o que possibilita a aplicação mais segura do cimento. Técnica utilizada para fratura compressiva do corpo vertebral na coluna torácica e lombar provocada pela Osteoporose ou Tumores, que não respondem aos tratamentos conservadores que sempre são primordiais no nosso conceito.


Denervação facetaria por radiofrequência


Utiliza-se a radiofrequência para tratamento de dor crônica na coluna. Como descrito abaixo, é um método moderno e seguro para tratamento de diversos causas de dores na coluna Nesta técnica, um eletrodo em forma de agulha é colocado sobre os pequenos nervos que transmitem a dor das articulações facetárias desgastadas. Estes eletrodos são ligados a um aparelho de rádio-freqüência, que fornece uma quantidade controlada de energia, fazendo a coagulação destes nervos. A destruição destes pequenos ramos nervosos leva a uma anestesia das aticulações dolorosas. É bom frisar que os ramos nervosos destruídos no procedimento são minúsculos, estando envolvidos apenas com a dor das articulações facetárias. Não são os mesmos nervos que levam a sensibilidade e o movimento das pernas ou braços, por isso o procedimento é bastante seguro.


Injeção articular


Injeção intra-articular é uma via de administração em que princípios ativos são aplicados na região articular num processo de infiltração do liquido.


Tratamento cirúrgico de hérnia discal cervical - novidades


A técnica cirúrgica que tem mais evidência de bons resultados, é a discectomia cervical por via anterior com fusão. Ou seja, o disco doente é removido através de incisão feita na região da frente do pescoço, onde optamos por acesso minimamente invasivo, com auxílio de afstadores específicos e uso de lupa e foco frontal em led, e no local do disco doente é colocado algum material que promova a fusão (junção) do segmento afetado, normalmente cages. Podemos considerar em alguns casos bem específicos utilizar uma tecnologia relativamente nova, é a implantação do disco artificial. O objetivo principal é o mesmo que da cirurgia tradicional: a retirada do disco e descompressão dos nervos afetados pela hérnia. O que muda é que ao invés de colocar um material que promova a fusão do segmento, é colocado um disco artificial, que tenta manter a mobilidade daquele segmento da coluna. Esta tecnologia ainda tenta ajudar a evitar a formação de uma hérnia de disco no nível de cima ou de baixo da cirurgia, que pode acontecer quando se funde um segmento. Por tais motivos, é que sempre priorizamos inicialmemte todos os recursos de terapias conservadoras, com Fisioterpias, acupunturas, RPG, estando a cirurgia como último recurso ou em casos específicos.


Retirada de hérnia discal lombar por vídeo com microdiscectomia endoscópica


Para alguns casos e pacientes com indicação específica, onde os resultados de toda terapia física conservadora que aplicamos previamente, não foram positivos, existe hoje a possibilidade de realizar a retirada de uma hérnia ou uma protrusão discal por meio de pequenos furos na pele, com menor invasão, menor sangramento e tempo cirúrgico, e um período de recuperação bem mais breve. São aplicadas cânulas posicionadas guiadas pela vidoescopia e que atingem o local do disco herniado possibilitando sob visão direta a retirada deste fragmento que gera contato e compressão do nervo, possibilitando alívio e reabilitação precoce, sem utilização de materiais de síntese.

Cifoplastia
Retirada de hérnia por video
Injeções articulares
Discectomia e Fusão
Telefones (11) 2344-2735 / (11) 2344-2700 • E-mail: docjorge@terra.com.br